Francisco António Marques de Moura

Francisco António Marques de Moura

140 204 João Ramalheira

Nasceu em Aveiro, filho de António Homem de Moura e Maria Cândida, mas passou a maior parte da sua vida em Ílhavo. Pessoa de trato muito afável, estudou na escola médica do Porto, obtendo o diploma de farmacêutico de primeira classe. Desejando seguir a carreira de seu pai, o Dr.º António Homem de Moura, voltou à mesma escola e formou-se em medicina aos 24 anos de idade, tomando logo posse em Ílhavo, como clínico municipal. Chegou a leccionar no Liceu de Aveiro, a cadeira de Introdução à História Natural, cargo que desempenhou com grande mestria e saber. Abraçou também, durante alguns anos, o cargo de Inspector das Escolas do distrito de Aveiro. Foi médico do Convento de Sta. Joana e fez parte do partido Republicano em Aveiro. Foi presidente da câmara de Aveiro em 1906. A nível local destacou-se à frente de várias instituições. Assim, em Abril de 1893, foi incumbido pela Câmara Municipal de proceder à constituição da Associação dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo, tendo sido o seu 1º presidente. Dirigiu também o Clube Ilhavense e uma Associação de Beneficência. Pessoa generosa e de bom coração, auxiliou sempre os mais necessitados, pelo que deixou em Ílhavo uma marca indelével do seu carácter benfeitor. Faleceu em 09-10-1914 com 76 anos e está sepultado no Cemiitério de Ílhavo, num Jazigo de família.