Curiosidades de Ílhavo (2)

Curiosidades de Ílhavo (2)

150 150 João Ramalheira

DUAS BELAS FOTOS DE HENRIQUE MADALENA SANTOS
COSTA NOVA VISTA DO LADO DA BRUXA

{imagem:821}

{imagem:822}

DEMOLIÇÃO DO ANTIGO
POSTO DA PSP -RUA DIREITA (2011)

{imagem:837}

POSTAL DUM FARMACÊUTICO DE SILGUEIROS,  SOLICITANDO MOSTARDA A DINIZ
GOMES – 1914
(frente e verso)

{imagem:828}

{imagem:829}

ANTIGO LOCAL DE PARTIDA DAS CAMIONETAS PARA AVEIRO

{imagem:830}

CÓPIA DUM TEXTO DE EDUARDO CRAVEIRO, QUE EXISTIA NA CASA DA MÁQUINA DO
RELÓGIO DA TORRE DA NOSSA IGREJA MATRIZ

{imagem:827}


Em 15 de Agosto de
1920 foram contratadas para os festejos em honra de N.S. do Pilar, na Lavandeira,
as bandas da Vista Alegre e da Patela de Aveiro, dirigidas, respectivamente, por
Pinto Camelo e António Lé. Eram duas excelentes filarmónicas na altura. Os
apaniguados das duas bandas envolveram-se numa tamanha pancadaria, que o arraial
teve que acabar antes da hora, apenas se vendo no ar, grossos marmeleiros que
iam partindo cabeças dos adeptos das bandas


Dia de festa junto ao antigo
Mercado e Praça da República, no cortejo de recepção a D.Manuel Trindade
Salgueiro – Março de 1941

{imagem:826}

{imagem:825}

{imagem:816}


O CÉLEBRE PAPEL ORIENTAL

{imagem:831}{imagem:833}

{imagem:832}

Quem se lembra do Papel Oriental da Claus & Schweder Succr.??? Só, certamente, quem anda
pela ternura dos 50 ou 60! Tirava-se um papelinho pelo picotado e
queimava-se, lentamente, nos quartos onde alguém se encontrava doente,
supostamente para desinfecção. O seu
odor característico, transporta-nos aos nossos tempos de meninos! Hoje,
pensamos, já não se encontra à venda. Guardamos, religiosamente, meia dúzia
destes papelinhos tão vulgares na nossa terra em tempos passados!


O vapor Desertas encalhado às
20 H e vinte minutos do dia 18-11-1916 ao Sul da Costa Nova. Depois da abertura
do canal, sai da Barra a 20 de Março de 1920. Já depois desta data, o governo
português substitui o nome do vapor pelo de Mendes Barata, engenheiro que
dirigiu os trabalhos do seu salvamento. Este facto causou um generalizado agravo
em Ílhavo, pois a haver substituição, devia ser pelo de “COSTA NOVA”, localidade
onde tanto tempo permaneceu.

{imagem:824}

{imagem:823}

No convés do Desertas: José Rosa (imediato), José Guerreiro (comandante), António Gomes (1º maquinista) e Belmiro Morais (2º piloto)

{imagem:840}

O vapor Desertas na Costa Nova. Fotografia aguarelada de Victor Peixe


{imagem:815}

Dia em que o Arrais Ançã foi condecorado pelo Presidente da República Dr.º António José de Almeida, no Teatro S. Carlos em Lisboa (24-04-1923)


A PESCA DO BACALHAU EM 1954

{imagem:818}

Cap. Mário Paulo do Bem do Viriato e Cap. João Fernandes Parracho do D. Deniz

{imagem:834}{imagem:835}{imagem:836}

Três pescadores desse mesmo ano


{imagem:817}

O Armindo no Café Central

{imagem:814}

Armindo, António Serrão e José Morgado, na esquina do mesmo Café

{imagem:838}
Tertúlia na Rua Direita junto à
Sapataria Teles
A contar da esquerda: Fitas
(engraxador), Aníbal Senos, Teodoro Redondo, Amadeu Agra,
Frederico Rito
(de chapéu),
Manuel Mário Oliveira, João Firmeza e Carlos Teles
Foto de João Madalena


{imagem:839}

Por volta de 1930 existia
na parede de uma casa, perto da actual sede do Illiabum Clube, um nicho em
cujo fundo se expunha à veneração dos fiéis, a imagem de N. Senhor dos Aflitos
crucificado. Esta habitação foi demolida dando lugar a um novo prédio, hoje
pertença do Engº Simões Picado. Na altura foi acertado por Diniz Gomes, que a referida imagem fosse
transferida do seu lugar para a casa da conhecida catequista D. Conceição Franjoa São Marcos
(actualmente pertença de José Manuel Parada).

Ali continua em
compartimento devidamente apropriado (foto acima) e a receber o culto dos
seus muitos fiéis devotos (de Ílhavo e Vagos), sendo alumiado com o azeite
votivo.